Links Patrocinados

quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

AudioLivros

Audiolivros
Ler com os ouvidos
Ana Raposo
2006-01-24


Quem pensava que a evolução do livro tinha chegado ao fim, enganou-se. Agora vai poder comentar que acabou de ‘ouvir’ um livro.


A História conta-nos que, na Antiguidade, a leitura era um acto sonoro e colectivo, porém, a invenção da imprensa, por parte de Gutenberg, veio remeter a leitura para o plano do privado e do silêncio.

O acto de ler passou a ser uma experiência individual, reflectindo-se ainda mais com a rápida expansão das novas tecnologias de Informação, em que proliferam novos modelos de suporte, como a Internet. Será novidade para pouca gente os livros em formato digital (e-books), isto é, que podem ser lidos no ecrã de computador, ainda que seja possível, em último caso, mandá-los imprimir. Mas essa não é a sua natureza.

O avanço tecnológico permite agora ouvir livros através de um leitor portátil, sendo possível transportar uma mini-livraria no bolso. A conversa da falta de tempo vai deixar de ser desculpa. Dentro em breve vai ser possível limpar a casa, passear o cão, fazer ginástica enquanto se ouve um livro. Original, mas não tanto. Quem não se lembra de ouvir a história A Branca de Neve e os Sete Anões ou O Capuchinho Vermelho em vinil ou cassete?

No resto da Europa e nos Estados Unidos, o audiolivro já não é novidade. Alguns destes "livros", como a autobiografia do ex-presidente americano Bill Clinton e o best-seller Harry Potter, foram inclusivamente indicados ao prémio Grammy.


No entanto, em Portugal, os livros falados estão actualmente destinados a crianças ou a invisuais, não existindo muita escolha.

Clássicos como A Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto, ou Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco, são das poucas obras à disposição no site www.acvl.pt, sendo O Delfim, de José Cardoso Pires, o mais contemporâneo que se consegue encontrar.

A editora Solutions by Heart, especializada em produção audiovisual e multimédia, também disponibiliza livros no formato de audiobook, tendo actualmente dois volumes de contos infantis, de Hans Christian Andersen, e as obras Visões, de Octávio dos Santos, e O Islão segundo um Ocidental, de S. Franclim. Brevemente, dará continuidade às colecções infantil e religião, e alargará o seu leque, apostando nas áreas de Economia e Gestão.

Bom, mas nem tudo são más notícias. Se o leitor se entusiamou com a ideia, pode sempre descarregar da Internet ou mandar vir por correio versões em português com sotaque do Brasil ou em inglês, uma nova forma de melhorar o idioma. Lá fora já estão disponíveis no formato CD e MP3, sendo que os preços variam entre 17 e 35 euros.

Pode encomendar desde autores desconhecidos até ao mais recente best-seller de Dan Brown, O Código da Vinci, ou mesmo o poema épico Os Lusíadas, de Luís de Camões. Boas leituras.


Sem comentários:

Publicar um comentário