Links Patrocinados

sábado, 31 de dezembro de 2011

Votos para 2012 de Angela Escada



Para construir esta metáfora para o ano de 2012, eu começo por lembrar que não comemos uma salada de frutas estragada, portanto, só usamos frutas de boa qualidade, certo? Pois, na salada de frutas da nossa vida em 2012 também só teremos ingredientes saudáveis divididos em 4 grupos principais:

QI = Energia Vital escolhendo Yin e Yang com sabedoria, nem sempre é útil ser Yang!!!
QI = Quociente de Inteligência, fazendo gestão por competências, usando a inteligência que predomina em nós,
QE = Quociente Emocional usando as emoções e sentimentos a nosso favor e o
QA = Quociente de Adversidade para transformar obstáculos em oportunidades.

Na culinária a salada de frutas é uma sobremesa preparada com frutas cruas cortadas em pedaços pequenos e servidas com ou sem calda.
Em 2012 teremos também situações que devemos cortar em pedaços pequenos, e digeri-los mais devagar.

Já a calda da salada de frutas depende de termos acesso ou “dindin” para comprar os ingredientes e, pode ser temperada com vinho, licor, groselha, açúcar ou adoçante e teremos uma calda majestosa ou mais simples ou podemos nos contentar com a salada sem a calda.
Assim também será em 2012, a “calda” vai depender de termos acesso aos ingredientes que desejamos, porém se não tivermos acesso, vamos deliciar a nossa salada sem a calda.

Na salada de frutas é bom ter alguma fruta azedinha e outra docinha. Poisss, também teremos algumas situações azedinhas na nossa vida em 2012 e vamos saber usar o nosso QA para as transformar em oportunidades. Se for preciso vamos também misturar as “cores” e lembrar que existe muito mais para além do preto, branco e cinzento.

A salada pode ser composta com a banana (é fácil de descascar, aumenta a energia física), abacaxi (docinho ou azedinho, tem que ter cuidado para descascar começando a cortar pelo topo, onde fica a coroa/cabeça/líder. Ele ajuda a quebrar o impacto da gordura no organismo. Há famílias e empresas também a emagrecer…), morango (aumenta a resistência do organismo e vamos precisar de muita RESILIÊNCIA), pêssego (desintoxicante, diurético. Também precisamos nos desintoxicar de sentimentos negativos); maçã (relaxante e amiga do coração), manga (faz suar, é digestiva e combate a acidez estomacal… ui que vamos precisar de suar muito!!! E combater muita acidez e vamos conseguir!!!)... completem a vossa salada de frutas para 2012. Lembrem-se: Nós todos mereceremos ser felizes. É importante entender o que é felicidade e o jeitinho para a construir dentro de nós e…saborear!

Algumas dicas são úteis para a salada de fruta, por exemplo pingar umas gotas de limão para que as frutas não escureçam. E quais são as propriedades do limão? Ele activa a circulação, é clareador e antibiótico. Com ele prepararam-se a limonada, sorvetes, sucos, molhos, aperitivos, remédios, xaropes, produtos de higiene e limpeza, etc.
O nosso limão será o nosso bom humor, o nosso sorriso diário. E o sorriso é gratuito, é uma linguagem mundial, todos entendem um sorriso sincero.
Receba o meu desejo sincero de que você tenha sempre um estoque muito alto de sorrisos e para contribuir eu envio um abrariso, que também pode ser um sorribeijo. Saboreie!!!
Angela Escada

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Bomba de combustível "Low Cost" em Lisboa

Já abriu, em Lisboa, Setubal, a primeira bomba de gasolina com o nome de 'low cost'. Situado na zona do Campo Grande, o novo posto de abastecimento promete revolucionar os preços dos combustíveis praticados na capital.

A Rede Energia pratica descontos de, pelo menos, 10 cêntimos por litro face aos preços das gasolineiras de marca e explica que consegue preços mais baixos porque recorre a combustíveis marca branca, sem recorrer às grandes empresas petrolíferas.

"Nós não pagamos a uma grande petrolífera, a margem fica toda para nós e para os nossos clientes. Conseguimos oferecer preços mais baixos aos consumidores e ainda ficamos com uma margem de revendedor maior do que a dos outros", explica um dos gestores da empresa, Nuno Castela, à Agência Financeira.

A bomba de gasolina funciona 24 horas por dia oferendo "super descontos" entre as 07h e as 22h e "hiper descontos" no horário noturno, quando os pagamentos só podem ser feitos através de multibanco.

A Rede Energia, detentora da bomba de gasolina, pretende abrir em Janeiro outro posto de abastecimento na Parede, junto à Marginal. A empresa tem também um posto a funcionar no Barreiro. A bomba situa-se na Avenida do Campo Grande nº 330 no sentido de Segunda Circular. Tem preços diferenciados à noite (22h às 7h) e de dia (7h às 22h) e só são aceites pagamentos por multibanco. para assistir o vídeo, vá em http://www.tvi24.iol.pt/videos.html?mul_id=13547864&utm_source mais informações que encontrei sobre o tema: Qualidade? «Combustíveis são todos iguais» Aos consumidores que desconfiam da qualidade dos combustíveis de baixo custo e sem uma marca conhecida associada, Nuno Castela responde: «Os combustíveis são todos iguais. Todos compramos os combustíveis nos centros logísticos da Petrogal, em Sines, Matosinhos e Aveiras. Mesmo as grandes petrolíferas, como a BP ou a Repsol, compram os combustíveis refinados pela Petrogal». Então, como é que os combustíveis chegam ao consumidor mais baratos nos postos sem marca? É simples: «Nas bombas de marca, que são exploradas por um revendedor, depois de pagas as despesas, a petrolífera fica com a maior parte da margem e o revendedor apenas com uma margem que ronda os 2,5 cêntimos. Nós não pagamos a uma grande petrolífera, a margem fica toda para nós e para os nossos clientes. Conseguimos oferecer preços mais baixos aos consumidores e ainda ficamos com uma margem de revendedor maior do que a dos outros», explica Nuno Castela. Então, porque é que não fazem todos o mesmo? Porque «as coisas são complicadas. Os postos existentes têm contratos exclusivos de abastecimento com as grandes marcas. Agora, como as suas margens estão a ser muito esmagadas e a maioria está a perder dinheiro, quando os contratos acabam, vão à procura de alternativas».

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

O Brasil está subir - reflexão

A notícia da subida do Brasil ao sexto lugar da escala das economias mundiais tem diversas leituras.

A primeira é que este enorme sucesso da economia brasileira acontece ao cabo de oito anos de governo de Lula da Silva, um presidente que deixou o poder com mais popularidade do que tinha à chegada. Os portugueses pouco saberão sobre a governação de Lula, pois por cá falava-se essencialmente sobre escândalos, que nem sequer conseguiam atingir o presidente, e pouco ou nada sobre o corte com a dependência do FMI, a diversificação das relações económicas, a política de crescimento com criação de emprego e desenvolvimento social, a estabilidade.

A segunda leitura é que o Brasil sobe, ultrapassando o Reino Unido, enquanto as economias europeias descem. Não tardará que a Índia e a Rússia ultrapassem a França e Itália, se não mesmo a Alemanha. E isto acontece quando a Europa mergulha na crise dos seus egoísmos. A União Europeia é um saco de gatos, que se discute eternamente a si próprio, nos seus joguinhos de poder e de interesses, jamais discutindo como constituir um mercado comum e coeso de crescimento e desenvolvimento. A terceira leitura é que num mundo em crise o Brasil continua a crescer, aproveitando os seus recursos e dinamizando o mercado interno: mais poder de compra, mais crédito, mais consumo, mais iniciativa, mais riqueza e crescentemente mais distribuição, mais saúde e educação.

E é este imenso país que continua a crescer que é agora de novo um Eldorado - como foi nas primeiras décadas do século XX - para os portugueses pobres e sem horizontes. Só nos primeiros seis meses deste ano o Brasil concedeu vistos de residência a mais de cinquenta mil portugueses. Que grande lição para um pequeno país campeão do insucesso escolar.

Pai relapso

Guerra dos Mundos (2005)

Ray Ferrier (Tom Cruise) é um pai relapso, que prefere uma boa lata de cerveja a passar tempo com Rachel (Dakota Fanning) e Robbie (Justin Chatwin). Mas ele tem a chance de aprofundar a relação com os filhos e de salvá-los de uma invasão da Terra por alienígenas-robôs, neste filme de Steven Spielberg. Um filme que comprova a grande possibilidade de mudança do ser humano. É suficiente que cada um decida que quer mudar, crie as condições para a mudança e em pouco tempo teremos o sucesso alcançado!!! é ideal para assistir em família, com os filhos, para reflectir sobre a necessidade de apoiar a mudança.



A chegada dos aliens

Tudo começa com algumas imagens e a voz de um narrador (voz esta que pertence a Morgan Freeman), que falam do ser humano|homem e seu domínio sobre a Terra, e sobre seres intelectualmente superiores a nós que vêm nos estudando há muito tempo, e que agora decidiram traçar seus planos contra nós.

A história começa em um dia comum em que Ray(Tom Cruise) volta para casa para receber os filhos, Rachel(Dakota Fanning) e Robbie(Justin Chatwin), que atualmente moram com a mãe, Mary(Miranda Otto), e o padrasto, Tim. Coisas como a falta de leite e Rachel e Robbie terem que dividir o quarto apesar da grande diferença de idade e de sexo mostram que Ray certamente não estava preparado para receber os filhos. Apesar disso, outras coisas chamam a atenção de Ray, como a estranha tempestade que se forma perto de sua residência. A tempestade primeiramente gera fortes ventos que estranhamente sopram na direção dela. E depois, ela libera uma série de estranhos raios que, além de serem desacompanhados de trovões, atingem sempre o mesmo lugar.

Após os raios cessarem, Ray percebe que tudo em sua casa deixou de funcionar. Energia elétrica, telefones, relógios, e aparelhos eletrônicos, todos eles pararam. Ao sair de casa para investigar, Ray descobre que toda a vizinhança está na mesma situação, incluindo diversos carros que não funcionam mais. Ele então vê seu filho Robbie se aproximando, após ter saído com seu carro sem permissão. Robbie conta para seu pai onde os raios caíram, e Ray decide ir para lá investigar, mas não sem antes repreendê-lo por ter saído com seu carro sem permissão nem carta de motorista.

Mais detalhes em http://www.adorocinema.com/filmes/guerra-dos-mundos/

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Os verbos e a vida

Fui!Quando devia ter ficado
Terminei!Quando devia ter começado.
Colhi!Antes de ter semeado.
Adormeci!Antes de ter anoitecido.
Joguei!Quando devia ter economizado.
Fumei!Quando devia ter evitado.
Lancei!Quando devia ter segurado.
Fiquei!Quando devia ao encontro ter ido.
Comecei!Quando devia ter o diálogo encerrado.
Semeei!Antes da semente do fruto ter colhido.
Acordei!Antes do pesadelo ter acontecido.
Poupei!Quando o jogo havia me convidado.
Evitei!Quando compreendi a disciplina.
Segurei!Quando o leme da vida havia conquistado.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Caminhadas são saudáveis para o nosso convívio

Oi pessoal, encontramos uma forma de conviver mais com os amigos.
Somos todos muito ocupados profissionalmente (in)felizmente, temos família que adoramos estar juntinho deles e encontramos uma boa solução para conviver com os amigos que gostam de cuidar e preservar a saúde.

Já fazemos até coleção de camisetas...risos.

Juntem-se a nós!




Ufa! No final da caminhada, sempre a SUBIR, já não sentíamos o frrrrio intenso do domingo 18 de Dezembro.
Foi um evento mesmo grannnnde, muita, muita gente.
A São Silvestre do Porto em 2012, será no dia 30 de Dezembro.
é um convívio gostoso!!!
http://www.runporto.com/

sábado, 17 de dezembro de 2011

O mundo e a arte perderam 3 pessoas importantes

Recebi da minha amiga Regina Cascão

http://www.youtube.com/watch?v=RhwmyfFpmLs

Hoje o mundo e a arte perderam:

- Joãozinho Trinta, aos 78 anos
- Sérgio Brito, aos 88 anos
- Cesária Évora, aos 70 anos.

Certamente todos conhecem os dois primeiros, mas sei que alguns não
hão de saber quem foi Cesária...

Cantora caboverdiana, que começou a fazer sucesso depois dos 50 anos.
Eu gostava muito dela, e tenho até DVD.
Cantava de pés descalços, tendo sido apelidada de A Diva dos Pés Descalços.
Fazia assim em seus shows, fosse em Paris, fosse em Lisboa, fosse onde fosse,
segundo ela para homenagear o povo pobre de sua terra. Por eles e para
eles, cantava.

Vejam um vídeo de uma apresentação dela em Paris, 2004, quando cantou
SODADE, no Português falado em Cabo Verde. A letra diz:

Quem me mostrava esse caminho longe?
Esse caminho pra São Tomé.
Saudade, saudade, dessa minha terra São Nicolau.

se vc me escrever, eu escrevo; se vc me esquecer, eu esqueço.
Até o dia em que vou voltar
Saudade, saudade, dessa minha terra São Nicolau

Eu certamente terei saudade de você, Cesária!!!
Salve, grandiosa, faça a festa aí onde vc está agora,
nós cantaremos a saudade de você. Regina Cascão

domingo, 11 de dezembro de 2011

Caminhada pela simplicidade voluntária 2010

Caminhada pela simplicidade voluntária 2010
Category:
Common Interest - Philosophy
Description:
Realizar-se-á entre Viseu e POMBAL, com inicio a 21 de Março e término a 11 de Abril.

A ideia é criar um “espaço” de questionamento da vida moderna e do que realmente nos faz falta, procurando em conjunto novas soluções, e proporcionar a experiência de viver em harmonia com a natureza, ao seu ritmo, num ambiente de convivialidade.

Caminhar para deixar de correr!
...
Todos podem participar, é ABERTA e gratuita, passando por transportes públicos todos os dias, para que cada um caminhe o tempo que melhor se adapta a si.

Caminharemos com tudo o necessário à nossa sobrevivência, visitando quintas e projectos que partilham um espaço e um espirito connosco, por uma noite.

Por uma vida simples e solidária!

Construamos um novo presente.

Não existe qualquer filiação politica, religiosa ou sindical, caminhamos juntos, como seres humanos, na ideia de mudar positivamente as nossas vidas.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Coisas engraçadas aconteceram no caminho para o futuro – Michael J. Fox

Michael J. Fox ficou conhecido no mundo todo por sua atuação em seriados como Caras & Caretas e Spin City e, sobretudo, pelo personagem Marty McFly na trilogia De volta para o futuro. Mas pouca gente conhece sua comovente história de vida.
Neste novo livro, ele relata o difícil início de carreira nos Estados Unidos, depois de ter largado a escola no Canadá sem completar o ensino médio. Fala, então, de tudo que a vida se encarregou de ensinar a ele: um pouco de economia, de literatura, de física, enfim, um pouco de tudo! O verdadeiro aprendizado, segundo ele, surge quando menos esperamos.
Não importa se você é um jovem formando ou um pouco mais velho. Este livro será memorável para todos aqueles que buscam inspiração em seu caminho rumo ao futuro.

PRESTE ATENÇÃO AO QUE ACONTECE À SUA VOLTA.

LEIA O LIVRO ANTES DE VER O FILME.

LEMBRE-SE: AINDA QUE VOCÊ, E SÓ VOCÊ, É RESPONSÁVEL PELA SUA FELICIDADE.... PORÉM NÃO HÁ PROBLEMA NENHUM EM SER responsável pela felicidade de mais alguém.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O Ano do Dilúvio

Em O Ano do Dilúvio, Margaret Atwood volta ao cenário pós-apocalíptico da novela Oryx e Crake para explicar como o homem conseguiu dizimar sua espécie. Mais do que uma obra de ficção, O Ano do Dilúvio é um convite à reflexão, uma tentativa, nas palavras da própria autora, de responder às perguntas "o que está acontecendo com o mundo?", "como podemos reverter os danos?", "quanto tempo nos resta?" e "que tipo de pessoa aceitará esse desafio?"
Sombrio, sutil, tocante e muitas vezes hilário, O Ano do Dilúvio é Margaret Atwood em sua essência brilhante e inventiva.

Deixo aqui uma pequena amostra do início do livro:

No início da manhã Toby sobe ao terraço para ver o sol nascer. Ela se equilibra com um esfregão; o elevador está parado faz algum tempo e o excesso de umidade torna os
degraus da escada dos fundos bastante escorregadios, de modo que se ela escorregar não haverá ninguém para ampará-la.

A medida que os primeiros raios de sol despontam, a neblina emerge no meio de uma fileira de árvores entre ela e a cidade abandonada. No ar, um leve cheiro de queimado, de caramelo, alcatrão e molho rançoso de churrasco, e um cheiro esfumaçado e gorduroso de cinzas de lixo esturricado e encharcado após a chuva. Ao longe, as torres abandonadas parecem um antigo recife de corais - esbranquiçado e descorado, destituído de vida.

Mas ainda há vida. Os pássaros cantam, talvez sejam pardais.

Os pequenos trinados são claramente audíveis sem o rumor do tráfego para abafá-los.

Será que eles percebem a quietude, a ausência de motores? E se percebem, isso os deixa mais felizes? Toby não faz a menor ideia. Ao contrário de outros
jardineiros - mais naturalistas e provavelmente mais exaltados ela nunca teve a ilusão de que podia conversar com os pássaros.

O sol brilha ao leste, avermelhando a névoa azul acinzentada que marca o distante oceano. Os urubus empoleirados nos postes hidráulicos sacodem as asas para enxugá-las, abrindo-as como negros guarda-chuvas. Vez por outra um deles levanta voo e sobrevoa o lugar em círculos. Quando eles dão um súbito mergulho vertical pelo ar, é sinal de que avistaram carniça.

Os urubus são nossos amigos, ensinavam os jardineiros. Eles purificam a terra. Eles são anjos negros de Deus, necessários à dissolução dos corpos. Imaginem como seria terrível se não houvesse a morte!

Toby se pergunta se ainda acredita nisso.
Tudo é diferente quando visto de perto.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Professores, atenção, vocês podem fazer a diferença.

http://www.sabado.pt/Multimedia/Videos/Vox-Pop/VoxPop--A-ignorancia-dos-nossos-universitarios.aspx?id=411304

Professores, atenção, vocês podem fazer a diferença.

Sociedade

A ignorância dos nossos universitários (NOVA VERSÃO ALARGADA)

18-11-2011

A SÁBADO fez um teste básico a 100 alunos em Lisboa

Por André Barbosa e Tânia Pereirinha e imagem de Joana Mouta e Bruno Vaz

Enquanto Portugal se ri da auxiliar de acção médica concorrente da 'Casa dos Segredos', que julga que África é um país da América do Sul, a SÁBADO fez um teste básico a 100 alunos de universidades de Lisboa. Veja o vídeo do Vox Pop com as respostas mais curiosas.

Ana Amaro, de 18 anos, que frequenta a licenciatura com o mestrado integrado em Psicologia do Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), está a fumar à porta da faculdade, em Alfama. Aceita participar no teste de cultura geral da SÁBADO (20 perguntas, divididas por dois questionários de 10, ambos com um grau de dificuldade mínimo), mas está mais preocupada em acabar o cigarro. À quinta questão (qual é a capital dos Estados Unidos?), começa a atrapalhar-se. “Estados Unidos...? A esta hora é muita mau”, queixa-se. Não são 7h, são 13h30, e os colegas começam a sair para o almoço. Mas Ana parece ter acordado há 10 minutos, suspeita que a própria confirma. A partir daí, é sempre a cair.

Não sabe quem escreveu 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo', quem fundou a Microsoft, quem é Maria João Pires nem que instrumento toca. E não parece preocupada. Afinal, acabou de acordar.

“Não dei isso no 12.º ano”, “Cinema não é comigo”, “Não me dou bem com a literatura” – na arte de justificar a ignorância, os estudantes universitários inquiridos pela SÁBADO têm nota máxima. “Se perguntasse alguma coisa de psicologia, agora cultura geral...”, diz Janine Pinto, optando pela desculpa número um.

– Quem pintou o tecto da Capela Sistina?
– Ai, agora... Tudo o que tem a ver com capelas e igrejas não sei (desculpa número dois dos universitários).
– E quem escreveu 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo'?
– Eh pá! Coisas com Jesus Cristo?! Sou fraca em religião ... (desculpa número três).

E se é que isto serve de desculpa, aqui vai a número quatro: Janine, tal como muitos outros inquiridos, não está num curso de Teologia, nem de Artes.

Mas Bruno Marques, 18 anos, no 1.º ano de Ciências da Cultura na Faculdade de Letras, escorrega num tema que deveria dominar.

– Quem é Manoel de Oliveira?
– Já ouvi falar, mas não sei quem é.
– Estás em Ciências da Cultura. Dás Cinema?
– Sim, algumas coisinhas, mas não sei...

Pedro Besugo, 18 anos, estreante no curso de Turismo da Lusófona, admite não saber qual é a capital de Itália. Perante a insistência da SÁBADO (“Então estás a tirar Turismo e não sabes?”), responde: “Será Florença?” Não é. Como também não é Veneza, nem Milão ou Nápoles, como outros responderam.

Não saber quem pintou a Capela Sistina ou Mona Lisa (um aluno responde Miguel Arcanjo; outro Leonardo DiCaprio) é igualmente grave. Talvez não tanto como pensar que África é um país da América do Sul ou não fazer ideia do que é um alpendre. Mas Cátia Palhinhas, do reality show 'Casa dos Segredos 2', autora destas e de outras respostas, que põem o público a rir, não frequenta o ensino superior – é auxiliar de acção médica e está a tirar o 12.º ano à noite no programa Novas Oportunidades.

Aos 22 anos, sonha tornar-se “conhecida e vencer na televisão”. Por isso, não está nada preocupada em saber qual o maior mamífero do mundo – “É o dinossauro!”, disse há umas semanas.

Há universitários que respondem “mamute” à mesma questão. Catarina, 20 anos, aluna de Psicologia do ISPA, fica na dúvida: “É o elefante. É o mamute. É o elefante. Acho que é o elefante. O elefante é de África e o mamute da Antárctida”.

Tal como Cátia, da 'Casa dos Segredos 2', Daniela Rosário, de 20 anos, a frequentar o 1.º ano de Geografia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, entusiasma-se quando sabe que há uma câmara de filmar (pode ver algumas das respostas no site da SÁBADO). É a única em 100 entrevistados que não teme ver registados os seus disparates. Mas as coisas começam a correr mal assim que se fala em Capela Sistina: “É melhor nem pensar, nunca me dei bem com História.” Cinema também não é o seu forte. Questionada sobre quem protagonizou o filme 'O Padrinho', só se lembra de John. Já seria mau. Mas agrava-se: “É John qualquer coisa. John... Johnny English!”, diz, a rir-se.

Se Francis Ford Coppola tivesse convidado Rowan Atkinson, o famoso Mr. Bean e protagonista de Johnny English, para interpretar Don Vito Corleone na sua obra--prima de 1972, teria hoje um filme sobre a máfia italiana representado em mímica e com os diálogos resumidos a grunhidos. Ou uma película de acção descontrolada com Keanu Reeves ou Tom Cruise, como respondeu Soraia Correia, 19 anos, do 1.º ano de Psicologia do ISPA.

Ao longo de 100 entrevistas, conclui-se que as aparências iludem e as ideias preconcebidas também: as miúdas de óculos não são mais cultas do que os rapazes de aspecto alternativo, e a cultura geral de futuros engenheiros ou médicos não é mais escassa do que a de potenciais advogados, linguistas ou psicólogos. No fundo, os conhecimentos são idênticos.

Uma aluna do 2.º ano da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, carregada de dossiês, não hesita em responder. Mas, minutos depois de ter terminado o questionário, volta atrás e exige que o seu nome não apareça na SÁBADO e que as suas fotografias sejam apagadas. Tem motivos para isso: não sabe o que é “a Capela Sistina nem o tecto”, nem quem é Maria João Pires; acha que Nova Iorque é a capital dos Estados Unidos; e dá um apelido alentejano à chanceler alemã: “Ai! Eu sei essa, eu sei essa. É qualquer coisa Mércola, Mértola, Mércola. O primeiro nome não sei.”

À porta desta faculdade, no Campo Mártires da Pátria, passa Alexander Weber, estudante alemão de Erasmus na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Depois de vários alunos terem respondido à pergunta “Quando se deu a revolução do 25 de Abril?” com os anos de 1973 e 1975, arriscamos perguntar o mesmo a um estrangeiro, que acerta logo nesta pergunta e em mais cinco.

Esta questão teve aquela que poderia receber o prémio da desculpa mais esfarrapada. António Lopes, no 2.º ano de Economia e Gestão da Universidade Católica, diz logo que não sabe em que ano foi o 25 de Abril. E justifica: “Estudei 15 anos numa escola inglesa.” Mas o facto é que vive em Portugal há 19 anos e não tem sequer ideia da década em que se registou um dos acontecimentos mais marcantes da História recente do país.

Pedro João, 30 anos, aluno do curso de Contabilidade e Auditoria, o mais velho a ser inquirido, alcança o recorde de respostas erradas: oito em 10. Só sabe o símbolo químico da água e quem é o Presidente dos Estados Unidos. Para este estudante, LOL, a sigla de laughing out loud, ou laugh out loud, que todos usam em conversas de mensagens instantâneas ou em SMS, significa “brincadeira”. Mas dá respostas piores:

– Quem é o presidente da Comissão Europeia?
– A francesa? Penso que é belga, a senhora...

Joana Costa, no 4.º ano de Psicologia Social, tem 25 anos. Responde a tudo com simpatia. Mas o inquérito corre-lhe pior do que a muitos alunos de 18 anos. Sobre quem escreveu O Evangelho Segundo Jesus Cristo: “Gabriel García? Não... Tem a ver com a Bíblia. Eu não sou católica, sou ateia.” Quando informada sobre a resposta correcta, revela surpresa total: “Não foi o Saramago! Não foi, pois não?”

Já outra entrevista decorre e ainda Joana continua perto da equipa da SÁBADO a justificar-se: “Eh pá! Que horror! E eu que li quase tudo do Saramago. Li o Ricardo Reis... Pronto, pá, foi terrível.” Corada, continua a tentar explicar porque é que, no nome da chanceler alemã, não conseguiu passar de uma marca de chocolate: “Mars... Mars... Mars qualquer coisa.”

Só por uma vez a SÁBADO conseguiu antecipar que o teste ia correr bem: Miguel Borges, 21 anos, estudante de Psicologia, foi o único que questionou por que raio andava a SÁBADO a testar universitários. “Qual é o objectivo? É para dizerem que os estudantes são todos burros?”

Acertou em todas as perguntas e ainda indagou, com ar de entendido, não fosse haver rasteira: “Quem pintou a Mona Lisa? Ou quem pintou a Gioconda?” É a mesma coisa. Pena não haver pontos para premiar conhecimentos extra.

Igualmente bom foi o desempenho de Luís Pestana, 20 anos, no 2.º ano do mestrado de Relações Internacionais da Universidade Católica. As respostas fluíram--lhe com rapidez e em segundos passou com distinção no teste. Ele e Miguel fazem parte de um grupo de cinco alunos que acertaram em todas as respostas.

Depois, há aquelas questões que se acreditou que todos iriam responder correctamente, mas apareceu alguém que arruinou a percentagem. Miguel, 25 anos, no 3.º ano de Design, quando questionado sobre o nome do homem mais poderoso do mundo, foi peremptório: “É o Bush!”

Aos estudantes, nunca faltaram pistas. Ainda sobre Marlon Brando (a quem alguns chamaram Orlando e Al Capone), a SÁBADO chegou a propor um sinónimo para o apelido: “Ameno.” Não adiantou.

Nenhuma pergunta obteve respostas tão divertidas como a que tenta encontrar o autor de O Evangelho Segundo Jesus Cristo. “Ui, perguntas religiosas é que não dá, embora eu tenha estudado no Sagrado Coração de Maria e no São João de Brito”, tentou Francisco Neto, 19 anos, no 2.º ano de Economia da Universidade Católica.

Teresa Pereira, aluna do 3.º ano de Direito da mesma universidade, responde: “Calma, então temos o São João, São Marcos, São Lucas e São Mateus, agora dos quatro… Foi o São João!”

Inesperada foi também a resposta de Rita Silva, 21 anos, aluna do 3.º ano de Direito da Universidade Católica quando inquirida sobre “quem é o fundador da Microsoft”.

– É o senhor que morreu há pouco tempo... o Gill Bates.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

sábado, 26 de novembro de 2011

Um livro feito a 250 mãos

A escola (também) é a nossa casa: Um livro feito a 250 mãos

O que é uma casa? E uma escola? E como pode ser a escola a nossa casa? Aos alunos da Escola Básica e Jardim de Infância de Cruz d’Areia, Leiria, foi lançado o desafio de pensar no assunto.

E assim, inspirados no projecto educativo da escola, nasceu o mote para um livro que tem 250 autores: todos os alunos, com idades entre os 4 e os 11 anos, contribuíram com textos e desenhos para a obra agora lançada.

A professora coordenadora do projecto, Susana Oliveira, descreve o processo: “O livro já ocupa muito espaço naquela escola. Para os alunos, criar um livro da sua autoria foi muito mais entusiasmante, envolveram-se muito”.

Com a ajuda da editora Imagens&Letras, que foi à escola explicar como se faz um livro, os alunos ficaram a conhecer como nasceu aquela publicação onde eles estão representados, com “um pedacinho de cada desenho”.

Além de promover valores relacionados com o respeito pelo espaço público, cidadania e civismo, “A escola (também) é a nossa casa” – assim se chama o livro – tem outra ambição, mais concreta. As receitas da venda vão ajudar a adquirir equipamento para um espaço muito querido de todos os pequenos autores da Cruz d’Areia: o recreio da escola.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Procurando Nemo

Procurando Nemo (2003)

No desenho animado, de Andrew Stanton e Lee Unkrich, Marlin é um peixe-palhaço que perdeu toda a sua família, com exceção do filho Nemo, depois de um ataque de tubarões. Quando o peixinho é capturado e colocado em um aquário, no primeiro dia de aula, o pai vai cruzar os oceanos para resgatá-lo. É indicado para assistir em família, com filhos pequenos.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Pingo POng para relaxar

http://flash.pcastuces.com/jouer.asp?Id=26

Curando as Raizes da Alma - Rebecca Brown e Daniel Yoder

Muitas pessoas não conseguem obter êxito em sua vida espiritual porque carregam em sua alma nocivas raízes de amargura, inveja, ciúme, medo e ira. Se essas raízes não forem removidas e curadas, apenas se aprofundarão em nosso ser e causarão destruição em diversas áreas da nossa vida. Em Curando as Raízes da Alma, escrito pelos autores de bestsellers Rebecca Brown e seu esposo, Daniel Yoder, você aprenderá a remover as raízes malignas que estão cravadas em seu coração e a estabelecer as raízes sadias que fortalecerão sua caminhada com Deus e proporcionarão frutos bons em diversos aspectos da sua vida. Um livro que irá tocar você profundamente, abrindo seus olhos para enxergar as áreas do seu coração que ainda precisam de cura, mostrando os passos claros para alcançá-la e preparando sua alma para ser um solo fértil para as boas sementes que Deus tem preparado para serem lançadas em seu coração.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

“Books Should Be Free”

“Books Should Be Free” que disponibiliza audiobooks grátis de domínio público.
O site disponibiliza vários clássicos como “Dracula”, “Dom Quixote”, “The War of the Worlds” e muito mais, é muito bom para quem quer aperfeiçoar a audição do inglês, o livro pode ser baixado de várias maneiras (mp3, IPod, por capítulo, o livro inteiro, entre outros) ou mesmo pode ser ouvido direto na internet.
Na minha opinião a principal vantagem é que cada livro possui uma pessoa diferente narrando, o que ajuda muito a acostumar com diversos sotaques e diferentes formas de falar.

http://www.booksshouldbefree.com/

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Grande Caminhada Solidária

A empresa Virgílio Cunha, S.A., através do seu projecto VC Solidário, Santa Casa da Misericórdia de Caldas da Rainha e ADCR Painho juntam-se para o lançamento da Grande Caminhada Solidária a realizar dia 11 de Dezembro, um percurso de 8,5 Km com partida na localidade de Painho – Cadaval e que inclui visita ao parque eólico da Serra de Todo o Mundo.

A partida realizar-se-á frente à Associação do Painho pelas 9.30 horas, após uma refeição ligeira.

Dado o cariz solidário e os objectivos a que se propõe a organização, que são a angariação de dinheiro para o Centro de Acolhimento Temporário da Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha e para o Lar de Crianças e Jovens, a participação está condicionada ao pagamento de 2 euros ou donativo de valor superior ao critério de cada um.

Inscrições através do tlm. 916941246.

Professores portugueses no limite do stress

Projeto Stressless apalpou o pulso a nove países europeus e verificou que os docentes portugueses andam stressados e próximos do burnout. No próximo ano, será lançado um guia prático para aumentar a resistência de quem ensina.

O Projeto StressLess - Promovendo a Resiliência dos Educadores ao Stress envolve nove países europeus com o grande objetivo de lançar um guia prático de intervenção que intensifique a resistência dos profissionais do sistema educativo ao stress e, ao mesmo tempo, reforce competências de quem ensina. Os primeiros passos foram dados em novembro de 2010 e o projeto estará concluído em outubro de 2012. Uma iniciativa promovida pela Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), ao abrigo do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida.

Antes de elaborar o guia, o Stressless quer saber o que se passa nos países que tem debaixo de olho e perceber quais as reais necessidades de quem trabalha no ensino e na formação. Nesse sentido, foram realizados 660 inquéritos a educadores e professores de nove países - Portugal, República Checa, Reino Unido, Grécia, Letónia, Bélgica, Holanda, Eslovénia e Suíça - e 50 entrevistas a gestores de instituições de ensino e de formação. Ao todo, 38% dos inquiridos trabalham no sistema educativo há mais de 20 anos.

O Stressless quer apostar em novas soluções que permitam ao seu público-alvo gerir o aumento da pressão social sentida no sistema educacional, bem como o stress relacionado com o trabalho.

Perguntas feitas, questionários preenchidos, entrevistas realizadas. Os resultados já são conhecidos. Costuma deixar trabalho em atraso? O seu trabalho permite-lhe aprender coisas novas? O seu trabalho é reconhecido e apreciado pelas chefias? Com que frequência se sente exausto? Estas foram algumas das questões lançadas.

Em Portugal, foram feitos 76 questionários a educadores e professores: 31,8% do Secundário, 27,3% educadores de instituições de ensino profissional e de educação de adultos e 16,7% professores do 1.º ciclo. E 36,4% tinham mais de 20 anos de experiência no sistema de ensino.

No que diz respeito ao burnout, palavra que se usa para descrever o estado-limite de stress associado ao trabalho, Portugal surge em primeiro lugar com um resultado médio de cinco pontos numa escala de 0 a 8. Letónia e Eslovénia também apresentam resultados elevados. República Checa, Reino Unido e Suíça têm menos níveis de burnout.

No stress, Portugal volta a ficar à frente com uma média próxima dos 4,5 pontos, numa escala de 0 a 8, seguido da Eslovénia e Suíça. Neste item, Reino Unido, República Checa e Holanda apresentam os valores mais baixos. Também no conflito entre trabalho e família, o nosso país volta a apresentar os valores mais altos, a par com a Letónia e a Eslovénia e distante da República Checa, Grécia e Reino Unido. Numa escala de 0 a 6, 75% dos inquiridos portugueses situavam-se entre os quatro e os seis pontos.

"É interessante notar que enquanto os estabelecimentos da República Checa e Portugal se encontram entre aqueles onde mais frequentemente se identificaram as causas para o stress relacionado com o trabalho (especialmente relacionadas com aspetos individuais), estes países encontravam-se abaixo da média no que se referiu à existência de procedimentos preventivos", indica o relatório do Stressless.

Dos 76 educadores e professores portugueses inquiridos, 10,5% referem ter estado expostos a ameaças de violência no seu ambiente de trabalho nos 12 meses anteriores à realização do questionário. Por outro lado, 6,6% disseram ter sido vítimas de bullying e 2,6% de assédio sexual. Não houve relatos de violência física. A maioria estava satisfeita com o seu trabalho e garantia que a saúde estava boa nas quatro semanas anteriores ao inquérito.

No Reino Unido, as percentagens disparam pelas piores razões. Nos questionários, 68,3% dos professores responderam que tinham sentido na pele a violência física nos últimos 12 meses, 61% revelaram que tinham recebido ameaças de violência, 58,5% foram assediados sexualmente e 51,2% vítimas de bullying.

Na Holanda, as ameaças de violência afetaram 9,5% dos professores, 6,3% tinham sido vítimas de bullying, 4,7% de violência física e 3,2% de assédio sexual. Na Eslovénia, o bullying assume proporções preocupantes: 22,4% dos professores sentiram essa pressão. Além disso, 14,2% garantem ter sido ameaçados fisicamente, 6,7% contam que foram vítimas de violência física e 4,5% de assédio sexual.

"Desordens depressivas"
Em Portugal, foram entrevistados seis gestores de estabelecimentos de ensino: três de agrupamentos verticais escolares, um de uma escola primária e secundária e dois de organizações de formação.

No que diz respeito ao stress, numa escala de 0 a 10, os gestores dos agrupamentos verticais garantiram que essa sensação se enquadra num intervalo de sete a 10, o gestor da escola primária e secundária colocou o stress em sete pontos e os restantes dois entre seis e oito pontos.

Os comentários dos gestores portugueses dão uma ideia do que se passa nas escolas. "O aumento do stress e da ansiedade agravou subsequentemente a predisposição para estar de mau humor. Trata-se de um círculo vicioso que afeta os professores tanto como os alunos". O cansaço e a falta de tempo dos docentes são também questões que não passam despercebidas. "... falamos com as pessoas e sentimos que estão completamente cansadas, irritadas, de mau humor... toda a comunicação torna-se um bocado esquizofrénica entre pares.

Por sua vez, o diálogo com os funcionários é quase inexistente, é distante, e os professores deixaram de ver os funcionários como parceiros. Creio que a nível pessoal os professores se sintam muito infelizes e que vão para casa e continuem a falar sobre a escola, sobre os alunos, os testes...".

Os gestores referem, com frequência, uma elevada carga de trabalho nas escolas. Menos tempo para as tarefas pedagógicas por causa do aumento das atividades burocráticas. Mais reuniões, reuniões mais longas, mais tarefas administrativas. "Não se utiliza muito a palavra stress no discurso regular da escola. Os termos mais comuns são: 'estou a ficar doido!', 'não aguento mais isto!', 'um destes dias peço licença e vou para casa' e parecem estar todos relacionados com o stress", diz um dos gestores. "Choram no ombro uns dos outros e as desordens depressivas são cada vez mais comuns entre os professores. As pessoas sentem-se desgastadas e escolheram não investir mais", acrescenta.

E nem os intervalos servem para descomprimir, para relaxar, para recuperar o fôlego. Um gestor conta o que vê. "Durante esses intervalos, vejo muitos professores a correrem de um lado para o outro, procurando tratar dos assuntos. Muitas vezes, os professores são forçados a permanecer, quando podem, uma ou duas horas extra na escola, perdendo tempo que era para estar com a sua família".

"Temos uma nova patologia específica dos professores: não têm tempo, um dia tem apenas 24 horas". Mesmo assim, os gestores sentem que há alguma motivação e empenho. "Não podemos dizer que os professores estejam menos motivados para trabalhar. Mas nota-se que se sentem cada vez mais descrentes na eficácia do seu trabalho". "O espírito de missão e a predisposição que havia para o ensino estão a desaparecer na nossa escola".

Fonte: http://www.educare.pt/

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Psicologia Positiva

RESUMO DA 1ª CONFERENCIA BRASILEIRA DE PSICOLOGIA POSITIVA – RIO DE JANEIRO 2011
A Appal tem o orgulho de apresentar este relatório sobre a Primeira Conferência Brasileira de Psicologia Positiva, que ocorreu, com grande sucesso, em 20 e 21 de Outubro no Rio de Janeiro, contando com a presença do pai da psicologia positiva, Martin Seligman. A organização do evento foi responsabilidade da APPAL, que contou com o patrocínio do Canal Futura, da Natura e da Sul América Saúde e com o apoio da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC) e do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC). Nesse evento, que teve o objetivo de apresentar a psicologia positiva como um novo campo de conhecimento científico e um movimento acadêmico e cultural, profissionais e pesquisadores de altíssimo padrão apresentaram seus mais recentes desenvolvimentos em psicologia positiva, neurociência e outras áreas afim.

Nos dois dias do evento, cerca de 500 pessoas assistiram diversas mesas que abordaram temas relacionados ao assunto central — “O Caminho para Florescer“–. como o desenvolvimento da psicologia positiva na América Latina, práticas nas escolas, nas empresas, comunidades, consultórios, psicologia positiva na área acadêmica e na área da saúde.

Numa visão geral da psicologia positiva, é um movimento que apresenta nova e revolucionária abordagem sobre o papel da psicologia em estudar os meios de se alcançar o bem estar para o indivíduo, para instituições e comunidades. Ele falou sobre políticas públicas que visam não apenas a aliviar o sofrimento, foco tradicional da psicologia, mas a elevar a qualidade de vida, bem estar e florescimento individual e coletivo.

“Psicologia Positiva – Um Diálogo com a Academia, sobre todo o processo de construção de variáveis que possam ser medidas estatisticamente por meio de diferentes pesquisas e que reflitam o bem-estar das pessoas. Esse desenvolvimento acadêmico o levou a construir o conceito de PERMA (emoções Positivas, Engajamento, Relações positivas, significado – Meaning – e realizações – Accomplishments).

O novo livro Florescer, de Martin Seligman, foi lançado durante a Conferência e contou com espaço para autógrafos e fotos, tendo vendido mais de 400 exemplares.

danielalevy@appal-online.org - leia mais em
www.appal-online.org

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Billy Graham completa 93 anos lançando novo livro

Billy Graham completa 93 anos lançando novo livro e se dizendo “ansioso por ver como Deus ainda pode me usar”

Billy Graham é um dos pastores mais conhecidos do mundo. Ele comemorou seu 93º aniversário no dia 7 de novembro e foi homenageado por diversos líderes que foram alcançados, de alguma forma, por suas mensagens.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

“Feliz aniversário, e obrigado por tudo que tem feito e continua a fazer. É mais amado do que sabe”, escreveu Shawn Werre na página do evangelista no Facebook

Apesar da idade avançada Graham lançou recentemente mais um livro, “Nearing Home: Life, Faith, and Finishing Well” [Próximo do Lar Celestial: Vida, Fé e Acabar Bem] onde ele comenta sobre o envelhecimento e confessa as dificuldades que tem tido.

“Eu nunca pensei viver até esta idade. Toda a minha vida me ensinaram como morrer porquanto Cristão, mas nunca alguém me ensinou como deveria viver nos anos antes de eu morrer”, diz ele no livro.

Graham confessa que gostaria de ter ouvido falar como deveria viver nos últimos anos de vida. “Desejava que o fizessem, pois agora sou um homem velho, e acreditem, não é fácil,” confessa ele no livro que não é voltado só para idosos, mas também para todas as fases da vida.

Biblicamente ele relata que o Livro Sagrado não encobre os problemas que enfrentamos quando envelhecemos e “também não pinta a velhice como um tempo para ser desprezado ou um fardo para ser suportado com os dentes cerrados”, escreve o pastor que lembra que a Bíblia também não retrata os nossos últimos anos como “inúteis e ineficazes”, mas em vez disso ela “diz que Deus tem um motivo para nos manter aqui”.

Graham foi ordenado Convenção Batistas do Sul dos Estados Unidos em 1939 e ao longo desses anos pregou para mais de 210 milhões de pessoas em mais de 185 países. Sua última cruzada aconteceu em 2005, mas suas mensagens continuam sendo propagadas pela Associação Evangelística Billy Graham que agora também disponibiliza pregações online.

Diante dessa novidade o pastor batista se mostrou maravilhado em poder continuar a servir a Deus mesmo nos últimos anos de vida. “Estou ansioso por ver como Deus ainda me pode usar para O servir nestes últimos anos”, disse ele.

Fonte: Gospelprime

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Caminhada em Lousada

Lousada vai caminhar contra o cancro no domingo
O concelho de Lousada vai acolher a caminhada "Todos a andar EDP Gás", a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro. A actividade está marcada para domingo, dia 13 de Novembro, e começa na Avenida do Senhor dos Aflitos.


Promovida pela EDP Gás e pelo município de Lousada, a iniciativa pretende ao mesmo tempo fomentar a prática desportiva, essencial para prevenir o aparecimento do cancro, e angariar recursos que revertem inteiramente a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Os participantes vão contribuir com o valor de inscrição (um euro) para esta causa solidária, sendo que cada um receberá um kit composto por mochila, uma t-shirt e um boné.

I CONGRESSO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

Escola Superior de Saúde de Viseu
1º Curso de Mestrado de Educação para Saúde
Educação para a Saúde é um pilar fundamental para a consecução dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio das Nações Unidas. A sua finalidade é promover um desenvolvimento sustentado da Humanidade.

Datas: 18 E 19 DE NOVEMBRO DE 2011

Dia 18 de Novembro

8H30 Abertura do Secretariado

9h30 Influência do Ritmo Biológico no Sucesso Escolar
Prof. Doutora Ana Allen - Universidade de Aveiro
Moderadora: Maria João Almeida

10h00 A Educação Para a Saúde na Prevenção do
Consumo do Tabaco
Prof. Doutor José Precioso - Universidade do Minho
Moderadora: Carla Correia

10h30 Coffee Break

11h00 Boas práticas em Saúde Escolar
Enf.ª Cristina Requeijo (Enfermeira-chefe, Especialista em Saúde Comunitária) - C.S. de Momenta Beira
Prof. Dina Mota (Coordenadora do PES) - Escola Secundaria de Tondela
Enf. José Coimbra (Mestre Saúde Pública) - UCC Pedra da Sé, C.S. Tábua
Moderadora: Manuela Bento

12h15 Sessão de Abertura
Presidente do Instituto Politécnico de Viseu
Presidente da Escola Superior de Saúde de Viseu
Representante da Direcção Regional de Educação do Centro
Câmara Municipal de Viseu - Dra. Isabel Pereira

13h00 Almoço

14h30 Inteligência Emocional no Sucesso Escolar
Dra. Ângela Escada

Moderadora: Isabel Baptista

15h00 Workshops
Motivação/Controle de Stress
Dra. Ângela Escada

Marketing na Educação para a Saúde
Alexandre Cebrian Valente

Contactos
Telefone da ESSV 232 419 100 / 927 075 462
congressomesaude2010@gmail.com
www.essv.ipv.pt

Objectivos do Congresso:
Partilhar experiências e resultados de investigações entre os diversos agentes envolvidos no processo de Educação para a Saúde.
Divulgar modelos de boas práticas em Educação para a Saúde, promotores de mudança de comportamentos.
Reforçar o papel dos profissionais no processo educativo da promoção da Saúde.
COMISSÃO DE HONRA
Presidente do Instituto Politécnico de Viseu
Presidente da Escola Superior de Saúde de Viseu
Direcção Regional de Educação do Centro
Câmara Municipal de Viseu


COMISSÃO CIENTÍFICA
Prof. Carlos Pereira
Prof. Manuela Ferreira
Prof. Daniel Silva
Prof. Susana André
Prof. Amarílis Rocha
Prof. João Duarte
Prof. Lídia Cabral
Prof. Carlos Albuquerque
Prof. Maria Olívia Dias
Prof. Madalena Cunha


COMISSÃO ORGANIZADORA
1º Curso de Mestrado de Educação para a Saúde

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Casa a venda

http://porto.coisas.com/imoveis/casas/andar-moradia-t2-1-em-frente-ao-metro-custoias/3822608/

Olá pessoal, vamos divulgar a venda desta casa em Custóias, é de amigos e fica bem localizada, com o metro a 50 metros.
abraceijos,angela

domingo, 6 de novembro de 2011

Ayrton Senna e o filme da sua vida

Começou a ser divulgado o trailer do documentário sobre Ayrton Senna, que deve chegar aos cinemas no dia 12 de novembro. O filme tem cenas inéditas, tiradas dos arquivos da F1, para contar a ascensão do piloto, desde o início, em 1984, passando por seu tricampeonamento mundial, suas namoradas, as manobras arriscadas, o estatus de mito, até sua morte trágica, aos 34 anos

sábado, 5 de novembro de 2011

Rio Janeiro na manhã do dia 31/10/2011 (MARAVILHOSO!)

Uma delícia ter o privilégio de acordar e saborear esta imagem mais parecida com Europa, porém significativa para quem adora o rio e não o vê todos os dias porque mora na Europa. Para mim foi uma prenda, melhor ainda foi caminhar na Lagoa e ser observada pelo Cristo!

domingo, 30 de outubro de 2011

Cristo Redentor

Anjo de Quatro Patas - Walcyr Carrasco

Neste livro o escritor Walcyr Carrasco registra os momentos mais engraçados e comoventes vividos ao lado de Uno, um cão que, além de um simples companheiro, tornou-se um verdadeiro amigo, ensinou-lhe a enxergar as pessoas de outra maneira e, sobretudo, devolver-lhe a alegria de viver. Entre mordidas e lambidas, você irá rir e se emocionar com as aventuras desse anjo de quatro patas que renovou a rotina e os sentimentos de seu dono.
Uma linda história de amor e amizade entre um homem e seu cachorro.

sábado, 29 de outubro de 2011

"O que é intuição" - Philip Goldberg

A intuição é um assunto de fundamental importância, cuja hora chegou, e livro "O que é intuição" é uma leitura obrigatória para todos os que querem viver com mais criatividade, satisfação, sabedoria e paz interior.
A função criativa da intuição, como Philip Goldberg a define neste livro proveitoso e informativo, expande nossas capacidades ao nos colocar diante de opções, alternativas e possibilidades. Uma intuição correta também nos permite avaliar nossas decisões e descobrir idéias vitais a respeito de nós mesmos e dos ambientes em que vivemos. Ela é, como diz Philip Goldberg, "um guia eficaz para a vida diária". Em resumo, a intuição traz felicidade, admiração e harmonia. O que é intuição pode nos ajudar a descobrir o maior de todos os terapeutas - aquele que está dentro de nós.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

O Pedreiro - "A sua vida é um projecto que você mesmo constrói".

O pedreiro
Um velho pedreiro que construía casas estava pronto para se aposentar.
Ele informou o chefe, do seu desejo de se aposentar e passar mais tempo com sua família.
Ele ainda disse que sentiria falta do salário, mas realmente queria se aposentar.
A empresa não seria muito afectada pela saída do pedreiro mas o chefe estava triste em ver um bom funcionário partindo e ele pediu ao pedreiro para trabalhar em mais um projecto como um favor.
O pedreiro não gostou mas acabou concordando. Foi fácil ver que ele não estava entusiasmado com a ideia. Assim ele prosseguiu fazendo um trabalho de segunda qualidade e usando materiais inadequados.
Foi uma maneira negativa dele terminar a carreira.
Quando o pedreiro acabou, o chefe veio fazer a inspecção da casa construída. Depois deu a chave da casa ao pedreiro e disse:
"Esta é a sua casa. Ela é o meu presente para você".
O pedreiro ficou muito surpreendido. Que pena! Se ele soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito tudo diferente....
O mesmo acontece connosco. Nós construímos nossa vida, um dia de cada vez e muitas vezes fazendo menos que o melhor possível na sua construção.
Depois, com surpresa, nós descobrimos que precisamos viver na casa que nós construímos. Se pudéssemos fazer tudo de novo, faríamos tudo diferente.
Mas não podemos voltar atrás.
Você é o pedreiro. Todo dia martela pregos, ajusta tábuas e constrói paredes. Alguém já disse que:
"A sua vida é um projecto que você mesmo constrói".
As atitudes e escolhas de hoje estão construindo a "casa" em que vai morar amanhã. Portanto construa com sabedoria!

domingo, 16 de outubro de 2011

Prejuízos da falta de informação estratégica

Alexandre e a batalha contra o rei Poro.

Dando prosseguimento à sua marcha pelo interior da antiga Índia, com o intuito de submeter mais esse povo, Alexandre e seu exército de macedônios estancaram, às margens do rio Hidaspe, diante das forças do rei Poro.

Segundo relatos de Quinto Cúrcio, historiador romano, Poro tinha mais de dois metros de altura. Seu tórax era duas vezes mais largo que o de qualquer homem normal. Sua armadura era toda de ouro e prata e, nos combates, montava um elefante enorme e perfeitamente ensinado: "majestoso e horrível ao mesmo tempo", di-lo Quinto Cúrcio.

O rei indiano, resolvido a impedir a passagem de Alexandre, acampara na margem oposta, com um exército de trinta mil infantes armados de longos arcos e pesadas setas, trezentos carros de guerra e oitenta elefantes.

O Hidaspe era um rio largo, profundo, de forte correnteza, não vadeável, e semeado de rochedos, como se podia conjecturar pela espuma das águas e pelo barulho que faziam. A dificuldade de passagem, e a vista da margem oposta, ocupada por grande multidão, coberta de carros, cavalos e elefantes, atemorizavam de alguma forma os macedônios. Parecia-lhes impossível, com os fracos batéis de que dispunham, vencer a impetuosidade das águas, e dificílimo abordar a margem oposta, se conseguissem vencer o primeiro obstáculo.

Alexandre logo compreendeu que era preciso recorrer a um estratagema que distraísse a atenção do inimigo. Dessa forma, reuniu-se com seus generais, para traçar o plano de ataque.

Entre as diversas ilhas do rio Hidaspe, via-se uma maior, coberta de mato alto e que lhe pareceu apropriada ao seu plano. Aproveitou a cobertura natural oferecida pela ilha e fez dissimular, no terreno da margem amiga, a sua Infantaria. No intuito de distrair o inimigo desse ponto, ordenou ao general Ptolomeu que, à frente de toda a cavalaria, se afastasse daquela ilha, simulando, por suas manobras, pretender passar o rio em ponto distante. Em complemento, orientou a Ptolomeu que desencadeasse sucessivas fintas de ultrapassagem daquele rio-obstáculo, levando a cavalaria até o meio do rio e fazendo-a retornar, diante do inimigo, com o intuito de frustrar a sua permanente expectativa.

Durante alguns dias, Ptolomeu cumpriu as instruções de Alexandre, de modo que Poro acabou por concentrar toda a sua atenção para aquele lado da frente de batalha. Contudo, o estado de prontidão dos indianos ficou comprometido pela dúvida criada com a marcha da cavalaria macedônica. Alexandre, por sua vez, mandou armar a sua tenda nesse ponto, bem defronte de Poro e de seu exército. Em torno dela, estendeu a guarda real, com todo o aparato que costumava cercar-se. Ainda mais, colocou um sósia em seu lugar, vestido em trajes reais, para que o inimigo se persuadisse de que o rei, em pessoa, ali estava acampado, e que não cogitava passar o rio.

Alexandre já estava postado com a falange e tudo pronto para a sua travessia, quando rebentou uma tempestade medonha, de relâmpagos e trovões, seguidos de chuva torrencial. A escuridão da noite foi tão completa que ninguém enxergava um palmo diante de si. O Rei, porém, ao contrário de todos, entendendo que essa situação favorecia-lhe as intenções, deu sinal de embarque, dirigindo-se como todos para a margem oposta, onde não encontraram viva alma. Distraído pelas manobras de Ptolomeu, tinha Poro abandonado esse ponto.

Assim que chegaram à margem inimiga, os soldados receberam instruções para marcharem, por companhias, em direção às forças de Poro. Nessa ocasião, Poro teve notícia de que os macedônios tinham passado o rio, e se aproximavam de suas posições. A princípio, duvidou, e, como sempre é fácil crer no que se deseja (princípio do interesse do alvo), convenceu-se de que não eram os macedônios, mas sim outras tropas aliadas que vinham em seu auxílio, conforme havia sido combinado anteriormente.

Essa ilusão, porém, durou pouco. Seu irmão Magés, que comandava as forças dispostas em seu flanco direito, fora rapidamente surpreendido e destruído pelos macedônios.

Depois de algum tempo de renhido combate, os elefantes, crivados de ferimentos, enfraquecidos pela perda de sangue, e loucos de dores e indomáveis, lançaram por terra amigos e inimigos, esmagando-os por debaixo das patas, até que, afinal, tomados de medo, foram tocados para fora do local de combate.

Poro, vendo-se quase abandonado, não teve condições de continuar combatendo. Vítima da desinformação planeada por Alexandre, saiu derrotado e ferido do campo de batalha.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Como proteger as crianças de adultos perigosos



ALGUMAS QUESTÕES:
1. Como proteger as crianças de pedófilos que são pessoas próximas da família?

Embora seja difícil proteger as crianças do abuso sexual de membros da família ou amigos íntimos, a vigilância das muitas situações potencialmente perigosas é uma atitude fundamental.

Não lhes “esconda” a realidade. falar dos potenciais perigos, responder às questões e tirar dúvidas. Orientar os filhos para que saibam quando um adulto se aproxima de forma inconveniente.

Fale do cuidado que deverão ter no contacto com pessoas. Ensine os seus filhos a dizer NÃO. Qualquer insistência diferente (explicar) por parte de alguém deve ser expressamente recusada. Ninguém deve fazer nada contra sua vontade. Há comportamentos que só se fazem entre adulto e adulto.

Explicar a importância de abandonar locais onde não se sintam “confortáveis” e que pode ser necessário recorrer à ajuda de um outro adulto para evitar que um outro lhes possa fazer mal. O pedido de ajuda torna-se necessário quando a criança se percepciona como incapaz de afastar algo ou alguém que vê como perigo ou ameaça;

Dizer às crianças que "se alguém tentar tocar-lhes o corpo e fazer coisas que a façam sentir desconfortável, afaste-se da pessoa e conte em seguida o que aconteceu."

Ensinar às crianças que o respeito aos maiores não quer dizer que têm que obedecer cegamente aos adultos e às figuras de autoridade. Por exemplo, dizer que não têm que fazer tudo o que os professores, médicos ou outros cuidadores mandarem fazer, enfatizando a rejeição daquilo que não as façam sentir-se bem.

A atenta supervisão da criança é a melhor proteção contra o abuso sexual pois, muito possivelmente, ela não separa as situações de perigo à sua segurança sexual.

Estar sempre ciente de onde está a criança e o que está fazendo.

Pedir a outros adultos responsáveis que ajudem a vigiar as crianças quando os pais não puderem cuidar disso intensivamente.

Se não for possível uma supervisão intensiva de adultos, pedir às crianças que fiquem o maior tempo possível junto de outras crianças, explicando as vantagens do companheirismo.

Conhecer os amigos das crianças, especialmente aqueles que são mais velhos que a criança.

Ensinar a criança a zelar de sua própria segurança.

Orientar sempre as crianças sobre opções do que fazer caso percebam más intenções de pessoas pouco conhecidas ou mesmo íntimas.

Orientar as crianças que elas não devem estar sempre de acordo com iniciativas para manter contacto físico estreito e desconfortável, mesmo que sejam por parte de parentes próximos e amigos.

Valorizar positivamente as partes íntimas do corpo da criança, de forma que o contacto nessas partes chame sua atenção para o fato de algo incomum e estranho estar acontecendo.

Quanto mais aberto for o relacionamento dos pais com os filhos, qualquer reação diferente vai ser percebida e, ficarão atentos mais rapidamente. Tbm é fundamental deixar a cr livre para no caso de poder acontecer algum mal, não precisam de ter vergonha ou de se sentirem mal pelo que aconteceu. Devem relatar “quem foi”, o que aconteceu, como, onde, quando, para que se possa tomar medidas para punir o agressor/prevenir que possa acontecer de novo.

Obs.: temos que pensar na Internet com parentes distantes: Lugar de PC é na sala, não no quarto + Estabeleça horários e regras de uso + Aprenda sobre a Internet com o seu filho + Não fale com estranhos + Fique atento aos telemóveis dos filhos + Cuidado com a webcam + Observar se a criança diminui a tela quando os pais se aproximam + Evitar que as crianças coloquem suas imagens e informações pessoais na rede.

Eu destaco que há situações em que a pp criança/adolescente tem uma mudança de comportamento e uma sexualidade aflorada demais e, às vezes são algumas formas que usam para dizer que alguma coisa errada está acontecendo com ela, na família, na relação com o mundo.

A escola precisa estabelecer uma discussão ampla sobre isso. Porém, essa orientação não pode ficar apenas a cargo da escola. É preciso que os pais se informem e, junto com a escola, estabeleçam uma parceria no sentido de ampliar o conhecimento

2. Que consequência tem um ato de pedofilia para uma criança (neste caso de ser fotografado nu em posses de cariz sexual)

CONSEQUENCIAS: As reações das crianças ao abuso sexual seja de forma for diferem com a idade e com a personalidade de cada uma, mas especialmente é facilitada ou dificultada em função da ênfase que os pais dão ao caso. O ideal é transmitir segurança. HÁ PAIS QUE EXAGERAM!!!!!! O período de readaptação depois do abuso pode ser difícil para os pais e para a criança. Muitos jovens abusados continuam atemorizados e perturbados por várias semanas, podendo ter dificuldades para comer e dormir, sentindo ansiedade e evitando voltar à escola.

Consequências imediatas a observar:
Pode surgir uma série de comportamentos/atitudes marcadas pela regressão, que inclui a adopção de comportamentos muito infantis e ansiosos (choro constante, tiques nervosos, voltar a chuchar no dedo, enurese, entre outros.
Interesse excessivo ou evitação de natureza sexual;
Problemas com o sono ou pesadelos;
Depressão ou isolamento de seus amigos e da família;
Achar que têm o corpo sujo ou contaminado;
Ter medo de que haja algo de mal com seus genitais;
Negar-se a ir à escola, mesmo que a situação não tenha sido na escola;
Rebeldia e Delinquência;
Agressividade excessiva;
Medo de algumas pessoas ou alguns lugares;
Retirar-se ou não querer participar de desporto;
Medo irracional diante do exame físico;
reacção fóbica à água ou ao momento do banho, comportamento este que não tem qualquer relação com uma experiência anterior traumática, como o perigo de afogamento.

Consequências a longo prazo
Em nível de traços no desenvolvimento da personalidade, o abuso sexual infantil pode estar relacionado a futuros sentimentos de traição, desconfiança, hostilidade e dificuldades nos relacionamentos, sensação de vergonha, culpa e auto-desvalorização, à baixa autoestima à distorção da imagem corporal, Transtorno Borderline de Personalidade e Transtorno de Conduta.

Repito que depende da forma como os pais vão lidar com a situação e, se lidarem mal podem desenvolver comportamento sexual inapropriado para a idade e nível de desenvolvimento ou o oposto, ie, aversão a sexo, dificuldade de aprendizagem, transtornos do sono (insônia, medo de dormir), da alimentação, como por exemplo, obesidade, anorexia e bulimia, ansiedade e fobias.

A criança volta a confiar em pessoas amigas da família, por exemplo, num contexto em que a tentem ajudar a vestir-se? Repito que depende da forma como os pais vão lidar com a situação.

Há famílias que são disfuncionais e nesse caso há outras situações que geram insegurança para a criança. Porém, se deixar passar um tempo, com oferta de afecto, segurança e desvalorizando a situação, a criança volta a confiar (raramente vai voltar a confiar na mesma pessoa).

Na maioria dos casos percebo grande dificuldade em voltar a confiar, pq as famílias promovem a PERDA da confiança entre os adultos e a cr tem a tendência de imitar os pais. (obs.: se a cr já tiver alguns comportamentos desviantes, pode ser que ao contrario ela acabe confiando mais, se envolvendo mais, +/- como no caso da síndrome de estocolmo)

3. Em que contexto surgem os pedófilos?
POSSIBILIDADES:
Contexto familiar propício, ie, família que cultiva o culto ao corpo, ao estético, ao belo e a cr absorve essa “cultura” e isto facilita o surgimento das oportundiades para um familiar pedófilo.

Tbm o uso de palavras sensuais e o estímulo.

A idealização de um familiar (seja de que sexo for)

A permissão de assistir filmes, séries, novelas, de qq tema da escolha de outros adultos que não os pais. Deve-se limitar isto para com os demais adultos. É um travão importante.

Uma confiança excessiva dos pais para com os adultos e pouca percepção de comportamentos desviantes do outro adulto.

Falta de informação sobre estas possibilidades

SITUAÇÕES:
1- A cr ficar a cargo do adulto sozinha, mesmo que por pouco tempo
2- A cr dormir no quarto desse adulto por dificuldde de quarto específico para a cr
3- A cr aceitar fazer massagem corporal por qq adulto e daí avança para a região genital

CONTEXTUALIZAÇÃO:
Castrar é uma punição extremamente severa para aqueles que abusam de crianças e adolescentes.
Há quem defenda que o criminoso castrado poderia viver na sociedade respeitando as crianças e os adolescentes, sem reincidir no abuso.
Há países europeus, como a Polonia, que a põe em pratica.

QUESTÕES:

1. Que vantagens e desvantagens há na castração de pedófilos?
Vantagens: eliminar a função inerente à testosterona (hormônio sexual masculino), responsável, entre outras coisas, pelo desejo sexual (libido) e sua manifestação psíquica (planejamento, aproximação, sedução e convencimento) e física (ereção, penetração e ejaculação). Obs.: igual ao tratamento câncer da próstata

Desvantagens: tem efeitos colaterais, incluindo aumento de peso, fadiga, trombose, hipertensão, leve depressão, hipoglicemia.
Obs.: direitos humanos

2. A pedofilia é um problema físico ou mental? Pode ser os dois casos. Pode ser uma desordem mental e de personalidade do adulto, e também como um desvio sexual. Actualmente estudam a predisposição genética e cerebral.
Obs.: A Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID 10 (Organização Mundial de Saúde – 1993) descreve Pedofilia como uma parafilia ou transtorno de preferência sexual (atrações desviadas) fetichismo, transvestismo, pedofilia, exibicionismo, voyeurismo, masoquismo ou sadismo, entre outras. A maioria dos indivíduos com parafilias é do sexo masculino e muitos deles apresentam mais de um tipo de parafilia.

Mesmo sendo 1 patologia, tem consciência do que faz, sendo a pratica do abuso sexual fonte de prazer e não de sofrimento. São pessoas que vivem uma vida normal, têm uma profissão normal, são cidadãos acima de qualquer suspeita, famoso “gente boa”, é mais provável um pedófilo ter um ar "normal" do que um ar "anormal" ”. Só buscam seu próprio prazer, custe isso o que custar.

O início pode ser com a pornografia infantil, como no caso que vcs apresentam.
Existe a grande maioria de pedófilos criminosos que sabem muito bem o que estão fazendo, pq não consideram um crime, eu diria que é uma questão de mentalidade.

Há quem não pratique a pedofilia pq sabe que é errado sexo ou pornografia infantil. Este adulto é dotado de discernimento e capacidade de autodeterminação, o desejo fica apenas na “cogitação”, ie, apenas na sua mente.

Há os que apresentam graves problemas psicopatológicos e características psicóticas alienantes, os quais, em sua grande maioria, seriam juridicamente inimputáveis (se assim determinado pelo exame médico competente, realizado no decorrer de um processo judicial), porque não tem discernimento ou capacidade de autodeterminação. Eu acho melhor nem falarmos nisso na TV.

Há aproveitadores, não pedófilos mas comercializam (pq que visam lucro ilícito) a pornografia infantil para deleite dos pedófilos, mas que nunca sentiram atração sexual por crianças.

Há os que percebem que tem o incontrolável desejo e, muitas vezes, sofrem com isso desde o início da idade adulta e por falta de informação não procuram ajuda.

E há os que com o abuso de substâncias diversas cometem um acto isolado.

Reflexão: Não nego que a pedofilia também tem que ser vista num contexto sociocultural amplo. É crescente a erotização dos meninos e meninas – televisão, filmes, músicas, literatura, propaganda e, ao lado disso, as transformações, mutações psicobiológicas – menstruação e seios precoces, etc., no caso das jovens.


Se é mental que terapia?

1º opção psicoterapia cognitivo-comportamental, associada a técnicas de hipnose (com ou sem regressão depende do caso).

Há estudos que ligam o fato das pessoas que sofreram de maus tratos ou até mesmo abusos sexuais na infância terem maior propensão de se tornar pedófilos, mas isso não vale para todos os casos.

A terapia cognitivo-compormental possui mais suporte em geral, onde o pedófilo aprende a associar o "comportamento pedofílico" com diversos atos considerados não-desejáveis. Geralmente, isto é feito dizendo para o pedófilo "fantasiar atividade sexual desviante", e então, uma vez excitado, os pedófilos são ditos para imaginarem as consequências legais e sociais de tais fantasias.

Há tbm a técnica dos 12 passos, muito próxima da utilizada para tratar drogas.
1º) Admitir que ser impotentes perante o desejo (mental ou sexual) – que perde o domínio
2º) decidir acreditar que um Poder interior pode devolver a sanidade.
3º) Decidir alterar a vontade livre para a disciplina contida.
4º) inventário moral de si mesmo
5º) Admitir a falha (mudança de mentalidade)
6º) decidir a remoção das falhas de carácter, impulsos, etc
7º) ter a humildade para livrar-se de imperfeições.
8º) empatia: colocar-se no lugar de pessoas que prejudicaram
9º) encontrar soluções para reparar o dano causado
10º) inventario do que deseja para si na sua vida
11º) Relaxamento, meditação e auto-hipnose
12º) transmitir a aprendizagem e praticar esses princípios em todas as actividades.


O que se observa a nível psi: baixa capacidade de vinculação emocional íntima + baixa auto-estima e baixa habilidade social + sentimentos de inferioridade + são isolados e solitários + há imaturidade emocional + dificuldade para se relacionar com pessoas de sua idade ou maduras e tbm sinais de raiva e hostilidade. As vezes apresentam outros transtornos mentais associados (transtornos do humor, ansiedade ou de personalidade).

3. Que tipo de castração? Química (injetar hormônios femininos no pedófilo para diminuir seu desejo sexual)? Temporária,
É utilizada em países como Califórnia, Flórida, Geórgia, Texas, e Montana para outros tipos de crimes sexuais.
Física? castração genital é "irreversível e mutiladora"
Bélgica: tornozeleiras e braceletes electrónicos que permitem a localização apenas de ex-presos
Noruega e Dinamarca: os pedófilos maiores de 25 anos podem realizar voluntariamente a castração química

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Curso: Introdução ao Coaching

http://www.idtconsulting.pt/docs/Curso_IntroducaoAoCoaching_Referencial.pdf

Objectivos
Identificar a necessidade de um trabalho de Coaching e aplicar as ferramentas como um processo
indispensável à superação pessoal e profissional, levando-o a obter o máximo de rendimento no
seu trabalho e maior capacidade de Liderança junto de equipas de trabalho.

Objectivos Específicos
No final da formação, os formandos deverão ser capazes de:
1. Compreender claramente o que é o coaching;
2. Desenvolver habilidades intrapessoais e interpessoais para melhoria na liderança e trabalho
em equipa e no processo de coaching de carreira dos seus liderados.
3. Conhecer como funciona o processo de coaching e definindo um plano de acção para a aplicação dos conhecimentos adquiridos nesta formação.
4. Utilizar ferramentas de coaching bem como a sua estrutura;

Destinatários
Quadros médios e superiores que pretendam desenvolver competências na área da gestão de competências pessoais.

Modalidade de formação - Contínua

Forma de organização - Presencial

Metodologias de formação e avaliação - Utilização do método activo, expositivo e demonstrativo. O curso não prevê nenhum sistema de avaliação. No final o formando receberá um certificado de frequência à formação.

19 e 26 de Novembro das 9 as 18.30hs em Braga

domingo, 9 de outubro de 2011

Caminhada Leça da Palmeira






ENCONTRAR+SE
A caminhada UPA – Unidos Para Ajudar, é mais uma iniciativa da ENCONTRAR+SE no combate ao estigma e discriminação da doença mental.

Este evento terá lugar no dia 9 de Outubro, pelas 10 horas, na marginal de Leça da Palmeira e contará com a presença de inúmeras figuras, entre as quais o Sr. Vice Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Nuno Oliveira, o Sr. Presidente do Conselho de Administração da ULSM, Dr. Vitor Herdeiro, o Sr. Presidente do Futebol Clube de Leixões, Sr. Carlos Oliveira.
Estará também presente o Padrinho do Movimento UPA, o músico Zé Pedro dos Xutos e Pontapés, entre outros convidados.

... Faça já a sua inscrição e participe nesta iniciativa, contribuindo para dar voz a todos os afectados directa, ou indirectamente, pela doença mental.

Como proceder para inscrever-se na Caminhada UPA?
1º Passo:
Preencha o formulário de inscrição em https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGlzZ0VOVUJkRGotYklXbFZqOGlyS3c6MQ

2º Passo:
Dirija-se a um agente Payshop indicando que pretende efectuar um donativo a favor da ENCONTRAR+SE no valor de, pelo menos 1€. Caso pretenda adquirir uma t-shirt da Caminhada UPA, o donativo a realizar deverá ser, no mínimo, de 5€.

3º Passo:
No dia da caminhada, deverá dirigir-se ao secretariado e apresentar o recibo de donativo, o qual servirá de comprovativo de inscrição. Caso tenha realizado um donativo de, pelo menos, 5€ ser-lhe-à entregue a t-shirt da Caminhada.

Nota:
Caso não lhe seja possível efectuar a inscrição antecipadamente, poderá fazê-la no secretariado, no dia da caminhada, apresentando-se 30 minutos antes do início do evento.
https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGlzZ0VOVUJkRGotYklXbFZqOGlyS3c6MQ
http://www.facebook.com/pages/ENCONTRARSE/257749061814
Sunday, October 9 • 10:00am - 1:00pm
Location marginal de Leça da Palmeira

sábado, 8 de outubro de 2011

A lição de vida de Reynaldo Gianecchini



Reynaldo Gianecchini deu uma entrevista onde falou nos primeiros sintomas que teve antes de ser diagnosticado com um linfoma não-Hodking, um tipo de cancro "raro e complicado" como explicou o ator. Gianecchini falou ainda da forma como tem encarado a doença e do apoio que as pessoas lhe têm dado.

Esse vídeo não fala só do câncer, mas do aprender a encarar a vida como ela nos aparece.Quando sabemos todas as respostas, a vida muda as perguntas. Sabedoria é saber entender que tudo tem um motivo e que por mais duro que seja o problema vamos aprender algo novo.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

As maçãs decisivas

Três maçãs mudaram o mundo:

- a maçã de Adão e Eva;

- a maçã que caiu na cabeça do Isaac Newton;

- e a maçã de Steve Jobs...

Inteligência Emocional e Autoestima - Rio de Janeiro

Inteligência Emocional e Autoestima
22 e 23 de Outubro. um fim de semana muito bem vivido e aproveitado!!!

Onde existe a vontade, existem os caminhos - Carl Rogers
Um dos caminhos é este curso prático e vivencial. É uma excelente oportunidade para refletir sobre a sua qualidade de vida emocional. Centrado em Soluções Saudáveis, que conduzam as pessoas envolvidas à Satisfação e mantendo Sempre um Sorriso de Sucesso interior, com muita Simplicidade, percorrendo o caminho na procura da nossa Sabedoria.

Temas:
- Autoconsciência – O valor interior
- Autoregulação – a importância de “educar” as emoções
- Automotivação – utilizar as emoções em benefício das metas
- Empatia – Interagir com as emoções de outras pessoas
- Habilidades sociais – Como gerir personalidades delicadas

Objetivos:
- Melhorar o seu autoconhecimento
- Desenvolver estratégias para ser emocionalmente inteligente
- Identificar comportamentos pessoais que dificultem os relacionamentos
- Identificar os comportamentos difíceis de outras pessoas
- Conhecer as estratégias mais indicadas para lidar com cada situação
- Como usar positivamente as personalidades difíceis
- Manter uma visão positiva e rica do mundo e ajudar outras pessoas a fazer o mesmo
- Melhorar a qualidade de vida.

Conteúdo Programático:
- A medalha de ouro da Inteligência Emocional - autoconhecimento e roda emocional
- A tipologia das emoções: positivas e negativas
- Técnicas de auto-observação
- Características mais marcantes na personalidade de cada ser humano
- Classificar e compreender os diferentes tipos de personalidade
- A origem das personalidades difíceis – os traços de personalidade e a genética
- O cérebro emocional e como harmonizar emoção e pensamento
- Habilidades para empreender mudanças positivas em si e nos outros
- Estratégias indicadas para cada tipo de personalidade
- Como dominar emoções e torná-las positivas
- Modificar pensamento negativo para força impulsionadora
- Técnicas de respiração, relaxamento e meditação.
- Técnicas para eliminar registros mentais negativos
- Assumir o controle dos relacionamentos
- Empatia - Perceber o mundo através da perspectiva de outra pessoa.
- Reconhecer as emoções dos outros e agir assertivamente
- Como desenvolver a "escuta ativa" para captar e filtrar
- Atitudes perante as dificuldades: a chave do êxito
- Comunicação subjetiva para aproximação com pessoas e para soluções criativas
- Como transformar relações desfavoráveis em relações favoráveis.
- Exercício prático com identificação de estratégias facilitadoras do relacionamento
Na 2 últimas horas do curso, depois das reflexões realizadas, cada um terá construído um perfil individual e estará apto a preparar um plano de desenvolvimento pessoal e interpessoal.

Material incluso: Exercícios e um CD

Metodologia: Jogos Pedagógicos, vivências e reflexões positivas com elaboração de plano de ação
http://www.pnl.med.br/inteligencia_emocional_2011-2.htm

Gestão do Estresse no Rio de Janeiro

Olá Brasil!!!
No dia 29 de Outubro estarei ministrando mais um curso interessante. Desta vez será sobre Gestão do Estresse!!!
* Aprender a gerir o estresse com foco em melhorar a qualidade de vida, o bem estar físico, mental e emocional;
* Utilizar modernas técnicas para diminuir o nível de estresse e se tornar mais produtivo nas diferentes áreas da vida.

Estratégias do treinamento
* Utilizar técnicas de auto-observação e identificação de fontes de estresse e aplicar estratégias para se libertar;
* Identificar e atuar nas crenças limitantes em prol de desenvolver atitudes mais otimistas que ajudam a combater o estresse;
* Conhecer seu tipo de personalidade para aprender a lidar com as condições geradoras de estresse.

Conteúdo programático

* Teste de estresse
* Técnicas de auto-observação e identificação de fontes de estresse
* Alterar valores, princípios e crenças que geram estresse
* Saber como dizer NÃO de forma eficaz
* A resiliência como antídoto para o estresse
* Estresse no trabalho
* Estresse e o relacionamento afetivo e familiar
* Estresse diante da vida e do Universo
* Personalidade tipo A e tipo B e as suas variações
* Habilidades para empreender as suas mudanças positivas

Público-alvo:
Pessoas interessadas em aprender técnicas para diminuir e combater o estresse negativo.
Carga Horária:
08 Horas
Turma de apenas 20 participantes. Faça já sua inscrição!

http://www.provider-tc.com.br/curso/Gestao-do-Estresse

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Catálogo de filmes (65 anos)

http://www.65anosdecinema.pro.br/index.htm

TRABALHO CATALOGRÁFICO!!!!! Sensacional !!!!!!!!!!!!!!!!! Entrem no link, cliquem no filme que escolherem e depois no vídeo e verão os filmes.

Para pessoas especiais - todos os filmes! Uma preciosidade!
Um presente para você - Sabe aquele filme que gostou, mas cujo título não lembra ??? Nem dos nomes dos atores e das atrizes ??? Pois bem, tudo o que quiser saber (ou lembrar)sobre filmes estrangeiros em 65 anos está catalogado e ao seu alcance. Ficha
completa . Um trabalho de alta qualidade!

sábado, 1 de outubro de 2011

"Os Segredos da Prosperidade" elimine a cris€

"Os Segredos da Prosperidade", de FAUSTO OLIVEIRA que apresenta as causas, efeitos e soluções em nível mental e prático com a finalidade de ajudar a resolver os problemas financeiros, utilizando técnicas, exercícios e programações especiais para prosperar na vida em todos os aspectos.

A Prosperidade do Ser não se restringe apenas em ri¬queza material e o objetivo desse livro não é o de passar a você a idéia de ser milionário, rico, todo¬poderoso financeiramente, inclusive seria até uma falta de sensatez e ignorância acreditar que um livro possa fazer alguém rico financeiramente mas, pelo menos, você pode e deve aceitar o pensamento de que nós estamos neste mundo para evoluirmos cada vez mais, principalmente no campo da Prosperidade. To¬dos nós estamos neste mundo com uma única finalidade: evoluirmos espiritualmente e financeiramente também.

Resumo: Grave esta afirmação: (sempre quando o Ser humano se concentra em uma determinada situação, e passa mais de quinze segundos mentalizando todos os detalhes desta concentração num só sujeito, este entra em Alfa e logo em seguida seu Subconsciente entra em ação, captando todas as imagens referentes aos pensamentos do sujeito concentrado e cria um campo magnético para atrair esta situação da forma que o indivíduo está pensando.

OS PRINCÍPIOS BÁSICOS DA MENTE HUMANA
ELIMINANDO O PASSADO TRISTE (Ia ETAPA)
ELIMINANDO O APEGO (2a ETAPA)
PREOCUPAÇÃO COM TERCEIROS (3a ETAPA)
SUGESTÕES NEGATIVAS (4a ETAPA)
AMOR PRÓPRIO (5a ETAPA
A VERDADEIRA VOCAÇÃO (6a ETAPA)
OS QUATRO TIPOS DE PESSOAS NO MUNDO
RAZÃO E DESEJO (7a ETAPA)
AMOR AO TRABALHO (8a ETAPA)
OUSADIA E CERTEZA (9a ETAPA)
ECONOMIA (10a ETAPA)
SELEÇÃO DE PROGRAMAÇÃO DE PROSPERIDADE(PESSOA FÍSICA E EMPRESARIAL)
INTUIÇÕES DE PROSPERIDADE
EXERCÍCIOS PARA ATRAIR O DINHEIRO
CORRENTE MAGNÉTICA DA PROSPERIDADE
OS SEGREDOS DAS PROGRAMAÇÕES DE PROSPERIDADE
O INÍCIO DE UMA VIDA PRÓSPERA EMPRESARIAL
AS DEZ LEIS DA PROSPERIDADE

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Moradia pronta a escriturar a 6km da saída da Autoestrada em Grijó

Moradia pronta a escriturar a 6km da saída da Autoestrada em Grijó

http://www.youtube.com/watch?v=0dyZ_g06t2Y

Uma amiga está a vender esta casa e oferece 3% a quem ajudar a vendê-la. o valor de venda é 245.000€
Boa venda/compra.

domingo, 25 de setembro de 2011

Valorize a si e ao outro - Dr Roberto Shinyashiki



Palavras bonitas que tocam o nosso coração, que ajudam-nos a avançar com a expressão dos nossos sentimentos pelo outro, seja ele quem for.

Pais, filhos, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, todas as pessoas merecem ser valorizadas.

Dê um tempinho para as pessoas.

Agradeço a este estudio que fez esta produção e disponibilizou no youtube para acesso de todos. Ele nos valorizou e deu-nos esta prenda.
um abralaço, angela

sábado, 24 de setembro de 2011

Para apreciar o show da Orquestra

http://www.youtube.com/watch_popup?v=6HfDeTVpinU&vq=medium

Assista e procure responder às seguintes perguntas:

1) onde estão presos os sinos?

2) onde estão sentadas as mulheres da orquestra?

3) e por fim onde estão presas as mulheres que flutuam,... onde estão os cabos?

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Síndrome de Estocolmo - Natascha Kampusch

Este livro é uma forma de se estudar um pouco sobre o processo que acontece com as pessoas comuns que se casam e aceitam ser submissas e por vezes um pouco "abusadas" com violencia psicológica da esposa e/ou do marido que grita, que quer tudo do jeito dele, que mesmo não proibindo não dá espaço para a esposa ser ela mesma, os amigos são sempre os mesmos, não sai, não faz cursos, não toma conhecimento das finanças, não, não e não e, mesmo assim elas têm imensa dificuldade de se "libertar" dessas amarras.

Tenho recebido muitos casos assim, de pessoas desejosas de uma "libertação", porém não sabem bem o que vão fazer com a sua libertação e, mais algumas sentem culpa por se libertarem e se sentirem normais.

Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil - a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias.

Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psi¬cológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.

Agora, pela primeira vez, Natascha Kampusch fala abertamente sobre o sequestro, o período no cativeiro, seu relacionamento com o sequestrador e, sobretudo, como conseguiu escapar do inferno, permitindo ao leitor compreender os processos de transformação psicológica pelos quais passa uma pessoa mantida em cativeiro, sofrendo todo tipo de agressão física e mental imaginável.



Título original: 3096 days
Autora: Natascha Kampusch
Número de páginas: 222
Editora: Verus
Tradutora: Ana Resende
ISBN: 9788576861072

domingo, 18 de setembro de 2011

Caminhada 22km Maia até Balazar



Olá amigos!!!
A anita e um colega de trabalho dela estão a juntar um grupo para ir a pé da Maia ate Balazar que irá acontecer no dia 25 de setembro, domingo. Irá acontecer durante a noite, partimos por volta da 1 da manha do sábado, 24 Setembro e, chegaremos ao nosso destino por volta das 7 da manha, de domingo 25 Setembro, a tempo de assistirmos á missa ( opcional claro ). Sao cerca de 22 Km com uma paragem para comer qualquer coisa. Vamos combinar e levar alguns carros em Balazar antes, de forma a assegurar o regresso.
Vai ser giro!! Pomos a conversa em dia, damos umas gargalhadas e fazemos exercicio!!!!! Que tal????
Já ando a treinar, hoje andei durante 1 e 30 e durante o resto da semana vou faze-lo todos os dias.
Vão pensando na vossa vida. Quantos mais melhor e se conhecerem alguém que queira juntar-se a nós que venha também.
envie email para m.angelaescada@gmail.com

sábado, 17 de setembro de 2011

HIV e os relatos em livros

Depois Daquela Viagem:

História real na forma de diário. Uma jovem de classe média, que contraiu o vírus HIV, aprende a conviver com a AIDS.

A autora conta como sua vida mudou depois que ela descobriu que era portadora do vírus HIV. Sem meias palavras, fala de que forma a doença mexeu com sua cabeça e sentimentos, e como sua vida passou por uma reavaliação radical. Para começar a sua história, Valéria mostra bom-humor e descontração para abordar assuntos que têm relação direta com os jovens: as farras com a turma de amigos, a dúvida entre "ficar" ou namorar, o despertar da sexualidade, a angústia diante do vestibular, além de outras coisas que atormentam a cabeça dos adolescentes, coisas que ela também vivenciou. Aos 16 anos Valéria contraiu AIDS porque, segundo ela mesma, "transou sem camisinha". Num testemunho de coragem, a jovem lançou o livro em 1999, quando estava com 23 anos, demonstrando determinação de levar adiante a vida.


Papo de Garota:

Infectada com o vírus HIV aos 16 anos, em 1998 Valéria Piassa Polizzi contou sua história no livro Depois Daquela Viagem, um grande sucesso. Agora, já com 30 anos, parte para sua segunda experiência editorial, uma compilação das crônicas publicadas na revista Atrevida. Neste novo livro, Valéria fala de maneira intimista sobre os sonhos, a turma, os namorados, a sexualidade, a família, as dúvidas, as fantasias, sobre o que acontece no dia-a- dia e na vida dos adolescentes. Lendo suas crônicas, temos a impressão de estarmos conversando com uma amiga, pois, sem dúvida, Valéria escreve com o coração! Vale a pena conferir.

Infectada com o vírus HIV aos 16 anos, em 1998 Valéria Piassa Polizzi contou sua história no livro Depois Daquela Viagem, um grande sucesso. Agora, já com 30 anos, parte para sua segunda experiência editorial, uma compilação das crônicas publicadas na revista Atrevida. Neste novo livro, Valéria fala de maneira intimista sobre os sonhos, a turma, os namorados, a sexualidade, a família, as dúvidas, as fantasias, sobre o que acontece no dia-a- dia e na vida dos adolescentes. Lendo suas crônicas, temos a impressão de estarmos conversando com uma amiga, pois, sem dúvida, Valéria escreve com o coração! Vale a pena conferir.

Sobre a autora:

Valéria Piassa Polizzi é uma jovem muito bonita - morena, cabelos longos, olhos claros e um aspecto saudável insuspeito. Aos 18 anos, apesar de passar no vestibular para o Jornalismo da PUC de São Paulo, ela sonhava em fazer cinema, em ser atriz ou cineasta. "Queria ser imortal", justificava em tom de brincadeira e sarcasmo.
Paulistana, hoje com 26 anos, ela se tornou escritora por conta de uma tragédia pessoal.

Mas seu livro, na verdade, desnuda um drama social de proporções assustadoras, que resulta de uma combinação criminosa de irresponsabilidade, repressão, ignorância e preconceito. Sua obra é aconselhável para pais, mães, jovens, professores e até mesmo autoridades públicas - se bem que, em geral, nossas autoridades públicas tenham a sensibilidade de um cascalho ou de um escaninho. Em todo caso, recomendar não ofende, ainda mais que o assunto envolve a saúde pública.

Valéria não é homossexual, nem promíscua, nem drogada. Não integra, portanto, nenhum dos grupos de risco mais suscetíveis à Aids. Mas há dez anos é soropositiva. Foi infectada pelo vírus letal na primeira e única relação sexual com o primeiro namorado. Seu livro, Depois daquela viagem - diário de bordo de uma jovem que aprendeu a viver com Aids, que acaba de ser lançado, é um relato de 279 páginas desde o dia em que se descobriu contaminada. Aos 17 anos recebeu uma sentença de morte com vencimento definido: não resistiria mais do que oito anos. Em 1989 entrou para a estatística do Ministério da Saúde como uma das 736 brasileiras contaminadas pelo HIV.

Apesar de tudo está resistindo. É uma das mais antigas portadoras do Brasil e, com o tratamento do coquetel anti-Aids, leva uma vida quase normal, mesmo que convivendo com a opção da abstinência sexual. Os exames atuais nem chegam a detectar o vírus no seu organismo. Obviamente, não esteja curada. É que a mistura de drogas do coquetel, associada a uma boa qualidade de vida reduz a presença do vírus a padrões indetectáveis.

A história de Valéria revela uma incrível dignidade, mas sobretudo um alerta. "Foi burrice transar sem camisinha", declarou à jornalista Eliane Trindade, em entrevista publicada na revista Isto É.

No livro, com ironia, depõe o que sabia sobre sexo aos 15 anos: sua mãe lhe havia lido o livro De onde vêm os bebês, estudara nas aulas de Ciências o espermatozóide, o óvulo, a vagina e o pênis, assistira na televisão cenas românticas e alguns filmes nacionais mais picantes.

Ao transar com o primeiro namorado, à bordo de um navio, no Natal de 1986, ao reclamar pela camisinha, recebeu a resposta: "camisinha é coisa de P.... Você não é, não precisa". Este namorado, usuário de drogas e desequilibrado - costumava espancá-la - já morreu, de Aids.

Valéria não é uma moça pobre, jamais morou na periferia. Estudou em boas escolas, seu pai é empresário e sua mãe relações publicas. É uma típica jovem de classe média. Teve razoável acesso à informação e à cultura. Mas não escapou do preconceito, da ignorância e da proibição tácita quando o assunto é sexualidade.

Valéria é uma vítima da repressão sexual travestida de um conjunto de tabus que se disfarçam atrás de valores morais ambíguos.

No dia 2 de dezembro, manifestações programadas no mundo inteiro assinalam o Dia mundial de luta contra a Aids. Mas é evidente que a luta contra a epidemia começa na prevenção, que por sua vez inicia na adequada orientação sexual de jovens e adolescentes como Valéria Piassa Polizzi.

Felizmente, como verifica reportagem de capa de Extra Classe desta edição, a educação para a sexualidade sadia, não apenas do ponto de vista biológico, mas psicológico, emocional e afetivo, já ingressou na sala de aula.

Bem antes que a nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação brasileira determinasse a adoção do conteúdo, a curiosidade dos estudantes pressionou os limites morais que cercam o assunto. Obrigou os professores a buscarem as respostas que, desgraçadamente, ainda constrangem as conversas na sala de estar, mas que, talvez, se fossem enfrentadas com menos preconceito, teriam feito de Valéria Piassa Polizzi uma escritora de outro gênero.

Fonte: http://www.sinpro-rs.org.br/extra/nov97/editoria.htm

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Cardiologia do Exercício: do atleta ao cardiopata.

Cardiologia do Exercício: do atleta ao cardiopata. O Livro do www.areadetreino.com.br

VEJA ALGUNS CAPITULOS DO LIVRO :

• Sistema imune e exercício físico
• Endotélio e exercício físico
• Perfusão miocárdica e exercício físico
• Alterações do eletrocardiograma com o treinamento físico
• Ecocardiografia e exercício físico
• Teste ergométrico (avaliação física e prescrição de treinamento físico)
• Avaliação cardiopulmonar (ergoespirometria e limiares ventilatórios)
• Genética e exercício físico
• Anabolizantes e exercício físico
• Reabilitação cardiovascular e condicionamento físico (envelhecimento e atividade física)
• Sistema cardiovascular e exercícios resistidos (musculação e treinamento físico)
• Obesidade, síndrome metabólica e exercício físico
• Hipertensão arterial e exercício físico
• Diabetes e exercício físico
• Saúde da mulher
• Transplante Cardíaco e exercício físico
• Síncope e morte súbita nos atletas
• Nutrição esportiva
• Lesões esportivas

O LIVRO POSSUI 30 CAPÍTULOS COM 725 PÁGINAS - Editora Manole
PROF. DR. NEWTON NUNES: nnunesusp2010@hotmail.com